Escolha uma Página

Conheça o nori: folha de alga marcante na culinária japonesa

nori folha de alga

Você, que é fã de comida japonesa, certamente já comeu nori, também conhecida como folha de alga, em algum momento da sua vida. Com um tom esverdeado ou avermelhado, dependendo da espécie, ele é elemento-chave em grande parte dos pratos da culinária japonesa, como: hossomakis, uramakis, sushis e os tradicionais temakis.

De acordo com a história, nori é o nome dado à variedade de algas próprias para consumo. As folhas, que são conhecidas por serem finas e secas, são feitas a partir da desidratação de algas comestíveis e podem ser utilizadas inteiras, esfareladas ou cortadas em pequenas tiras. Tudo depende do prato e, claro, do chef.

 

Benefícios do nori

As algas, de um modo geral, são extremamente nutritivas. Isso porque, como elas crescem em um ambiente marinho, têm livre acesso à:

  • Proteínas;
  • Cálcio;
  • Ferro;
  • Vitaminas A, B e C.

Além disso, o nori é fonte de iodo e rico em carotenos, grandes aliados da tireóide e do colesterol. E se por um lado o nori tem baixo nível de gordura e calorias – o que o torna perfeito para quem está fazendo regime – por outro, é conhecido pelo alto teor de fibras, que facilita o processo digestivo.

Em outras palavras, o consumo regular dessa folha de alga, que é tão marcante na culinária japonesa, pode ajudar a combater algumas doenças, como arteriosclerose, hipertensão e até mesmo o câncer, além de outros problemas de saúde, como estresse ou queda de cabelo.

SAIBA MAIS: Saiba mais sobre o gohan, o tradicional arroz japonês

 

Curiosidades da folha de alga

O nori é inegavelmente uma das algas mais famosas do mundo, já que é amplamente utilizado no preparo de sushis, temakis e outros pratos típicos da culinária japonesa.

Mas, apesar de ser um alimento básico, esse tipo de alimento teve um declínio após a Segunda Guerra Mundial. Na ocasião, uma série de tufões atingiu o Japão, o que, combinado com a poluição das águas, contribuiu com um colapso na produção de nori.

A situação foi revertida graças à uma pesquisadora inglesa, que descobriu o ciclo de vida das algas e publicou em um grande jornal sobre ciência. Com isso, cientistas japoneses se reuniram para desenvolver métodos para semear artificialmente as algas marinhas e recuperar o mercado.

 

Onde saborear um bom sushi em São Paulo?

Nada melhor do que comer sushis e temakis com nori, ou folha de alga, fresca, não é mesmo? No Djapa você encontra alimentos de qualidade e muito mais, com um cardápio preparado especialmente para agradar a todos os gostos.

Eleito um dos melhores rodízios de comida japonesa pela revista Veja Comer & Beber São Paulo 2018/2019, o restaurante Djapa oferece um sistema inovador de rodízio com pratos tipicamente orientais, incluindo ostras, camarão, lula, entre outros.

O Djapa nasceu em 2004, na cidade de Arujá, região metropolitana de São Paulo. Anos depois, inaugurou sua segunda unidade, em Mogi das Cruzes (SP), e em 2014 chegou à capital paulista, com a casa de Moema, zona sul de São Paulo.

Com ambiente aconchegante e uma equipe sempre empenhada em atender bem, o Djapa funciona diariamente, no almoço e no jantar, com cardápio tradicional completo, menu executivo e vegetariano.

Além do reconhecimento da revista Veja, o Djapa foi escolhido como o restaurante japonês número 1 de São Paulo pelas avaliações do site TripAdvisor e ganhou o prêmio de melhor rodízio de comida japonesa da capital paulista pela revista Go Where Gastronomia e pela rádio Jovem Pan em 2019.

 

Se preferir, faça seu pedido pelo delivery!

As unidades Moema, Mogi e Arujá do Djapa atendem você pelo Biz Food! Para fazer seu pedido no Djapa Mogi, clique aqui.

Se você está mais perto da unidade Moema, clique aqui.

E para pedir os pratos do Djapa Arujá, clique aqui.

Você também pode fazer seu pedido pelo aplicativo iFood, escolhendo pratos das unidades Moema e Mogi.

Outra opção é pedir pelo telefone e retirar diretamente no restaurante, em horário agendado e com toda segurança. Contate-nos: 11 4726-8773 e 4726-5997 (Djapa Mogi) e 11 2691-2003 e 11 2691-2004 (Djapa Moema).

0 comentários