Temaki: conheça alguns sabores desta iguaria japonesa

Uma das iguarias japonesas que tem conquistado mais apreciadores nos últimos anos é o temaki. A refeição rápida significa enrolado com a mão, sendo que “te” significa mão e “maki”, enrolado.

Este cone tradicionalmente feito de folhas de algas com recheio de arroz e peixe tem origem no Japão e se tornou muito comum pelas cidades brasileiras. E, obviamente, é presença garantida no rodízio japonês do Djapa.

E você sabe qual a origem do temaki?

Bem, para atender a todos os clientes de forma rápida, os japoneses enrolavam os sushis prontos em folhas de algas para serem consumidos direto com as mãos, sem o uso dos hashis. Primeiro, eram enrolados como se fossem charutos e, mais tarde, em 1924, ganharam formatos de cone.

LEIA MAIS: Comida japonesa, entenda os principais pratos

A fama do temaki faz sucesso no Brasil

Lá no Japão o temaki não é visto como algo gourmetizado como aqui no Brasil. Ele é preparado com mais frequência dentro de casa, porque é recheado com as sobras de preparos de sushis e sashimis.

Desde 1971, a cidade de Tóquio tem seu fast food de temaki, criado pelo Takamasa Nakanori, como forma de atrair o público mais jovem apreciador de comidas práticas e rápidas.

Aqui no Brasil, o temaki conquistou um número grande de consumidores devido à alta disponibilidade e criatividade. A iguaria japonesa passou a ser vendida na rua, nas chamadas temakerias e em restaurantes especializados, com os mais variados recheios.

Uma das curiosidades que envolvem o temaki é que existe um dia especial para esta iguaria japonesa: o dia 8. Isso porque, no Japão, a escrita do número 8 lembra um triângulo, que é justamente o formato do temaki.

LEIA TAMBÉM: Ostras no rodízio japonês? No Djapa tem!

 

No Djapa tem temaki? Claro que sim!

Considerado um dos melhores restaurantes japoneses de São Paulo, o Djapa oferece diferentes sabores de temaki: com recheios de atum (Tekka), pepino (Kappa), kani, Califórnia, salmão nas versões negui, skin, skin com cream cheese, spice, fried, com shimeji e com polvo, camarão (ebi) e fried camarão.

Para deixar o temaki ainda mais saboroso, invista no molho shoyu. Mas procure molhar apenas o peixe para sentir melhor o sabor dos ingredientes escolhidos.

Outra dica é comer o temaki assim que ele é servido, ou seja, enquanto a folha de alga está crocante e faz um barulhinho característico ao ser mordida.

 

Onde saborear uma das melhores comidas japonesas de São Paulo?

Eleito um dos melhores rodízios de comida japonesa pela revista Veja Comer & Beber São Paulo 2018/2019, o restaurante Djapa oferece um sistema inovador de rodízio e mais de 40 pratos tipicamente orientais, incluindo ostras, camarão, lula, entre outros.

O Djapa nasceu em 2004, na cidade de Arujá, região metropolitana de São Paulo. Anos depois, inaugurou sua segunda unidade, em Mogi das Cruzes (SP), e em 2014 chegou à capital paulista, com a casa de Moema, zona sul de São Paulo.

Com ambiente aconchegante e uma equipe sempre empenhada em atender bem cortês, o Djapa funciona diariamente, no almoço e no jantar, com cardápio tradicional completo, menu executivo e vegetariano.

Além do reconhecimento da revista Veja, o Djapa foi escolhido como o restaurante japonês número 1 de São Paulo pelas avaliações do site TripAdvisor e ganhou o prêmio de melhor rodízio de comida japonesa da capital paulista pela revista Go Where Gastronomia e pela rádio Jovem Pan em 2019.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SIGA-NOS NO FACEBOOK

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

Desenvolvido por
Leelah Marketing